X Pesquisar:
capa-de-t2-trainspotting

T2 Trainspotting

CRÍTICA
capa-de-t2-trainspotting

Nota: 6,5

Desilusão. Esta é a melhor palavra para descrever a minha experiência. Não critico o facto do filme se chamar T2 Trainspotting em vez de Porno (título do livro que é a sequela de Trainspotting) porque a história de ambos é diferente, muito diferente.

Pelo que li, o objectivo era modernizar a história de Porno, transportando-a para a actualidade. Na minha opinião, foi um erro que defraudou as expectativas que criei.

Listo de seguida as principais diferenças que senti entre o filme e o livro:

  • As histórias de cada personagem são diferentes. Apesar de se guiarem pelas mesmas aspirações e traumas, praticam acções que diferem da narrativa do livro, espelhando-se directamente na acção do filme.
  • A linha geral da história é diferente:
    • Se no livro temos a história centrada na criação de um filme porno que leva as personagens a viajar, enquadrando-as em ambientes diferentes, proporcionando momentos hilariantes – especialmente quando se encontram fora do seu habitat -, no filme temos as personagens muito agarradas ao meio ambiente que já conhecemos do primeiro filme.
    • No livro as aspirações das personagens são transpostas como resultado da interacção com os meios ambientes diferentes (apesar de no fundo se manterem como o sumo a retirar da história), sendo que neste segundo filme temos a história centrada nos objetivos das personagens sendo o meio ambiente visto como secundário. Gostei mais da abordagem do livro.
  • O fim é diferente. Não vou entrar em pormenores neste ponto para não estragar a experiência de ler o livro, que já agora recomendo vivamente.

Depois de ver o filme, tentei abstrair-me do facto de este nada ter a ver com o livro e pôr de lado a frustração para fazer uma análise o mais imparcial possível. Concluí que mesmo se não existisse o livro, o fim do filme continuava a ser mau.

Obviamente que nem tudo está mal feito e que estes actores não podiam deixar de nos deslumbrar com excelentes pormenores. Seguem alguns exemplos:

  • Sombras com vontade própria;
  • Luzes nos andares fora do prédio;
  • Renton a apanhar o Spud;
  • Banda sonora.

Como era de prever, voltamos a ver Irvine Welsh no papel de Madre Superiora e, a par dos seus colegas de elenco, encaixa como uma luva no ambiente criado.

Algo que está diferente do livro mas que gostei foi o esquema dos cartão de crédito. Está muito bem pensada a forma como conseguem ludibriar aquele grupo estereotipado.

No final, temos um filme que não faz jus ao livro que deveria ter servido como base. Infelizmente, e não estava à espera, esta sequela está muito abaixo do primeiro filme, tal como acontece amiúde. Ou seja, uma desilusão.

T2 Trainspotting
Ficha Técnica
Título: T2 Trainspotting capa-de-t2-trainspotting
Director: Danny Boyle
Elenco: Género: Drama
País: reino unido
Ano: 2017