X Pesquisar:
capa-de-jeux-d’enfants http://www.rebeccaleighdesign.com/

Jeux d’enfants

CRÍTICA
capa-de-jeux-d’enfants http://www.rebeccaleighdesign.com/

Nota: 7,2

Fantástico, tanto como substantivo como como adjectivo. A ideia apresentada começa logo por dar uns pontos positivos à classificação do filme. Baseia-se num jogo em que temos de aceitar o desafio apresentado pelo ‘nosso rival’ (sim, apesar de uma amizade tão profunda, acabei por concluir que a palavra ‘rival’ não é descabida para caracterizar parte da sua relação, visto que pressupõe andar a par com o conceito de derrota), para se recuperar certo objecto, visto como um troféu, digamos.
Juntam a esta ideia dois actores espectaculares, bem como dois papéis muito consistentes. A forma como apresentam as cenas, misturando fantasia no meio do decorrer da acção, serve tanto para suavizar certo tema mais delicado, como para elevar o conceito, de modo a expor este jogo como algo fantástico, elevando-o a um nível fora do alcance da pessoa comum.
Acabam por nos ser dados dois finais que fazem com que possamos dividir as cenas do filme em dois grupos, o real e o fantástico, condicionando sempre as cenas de um grupo ao outro consoante a nossa escolha de final. Isto se ignorarmos a última imagem, pois esta sugere fortemente que cenas devemos agrupar como reais ou fantásticas.
Gostaria de ficar pela opção contrária à sugerida. E fiquei.

Jeux d’enfants
Ficha Técnica
Título: Jeux d’enfants capa-de-jeux-d’enfants
Director: Yann Samuell
Elenco: Género: Comédia, Drama, Romance
País: bélgica, França
Ano: 2003