X Pesquisar:
capa-de-cinema-de-urgencia-1 http://criticasdefilmes.com/

Cinema de Urgência 1

CRÍTICA
capa-de-cinema-de-urgencia-1 http://criticasdefilmes.com/

Nota: 7,0

(Média das notas individuais atribuídas: 7,5; 7; 6,5; respectivamente.)

Doclisboa International Film Festival 2012 (Site Oficial)

Es.Col.A. da Fontinha – Espaço Colectivo Autogestionado Es.Col.A. da Fontinha

Esta curta trata a injustiça vivida no Porto, mais especificamente no Bairro da Fontinha, onde um grupo de locais começaram a recuperar uma escola abandonada tornando-a num espaço de convívio e aprendizagem, dando abrigo aos jovens do bairro, ajudando na sua educação e ocupação dos seus tempos livres. Tudo isto até a Câmara Municipal do Porto se lembrar de que aquele espaço lhes pertencia (penso que se pertence ao Estado é do povo….) e entrar numa guerra com os responsáveis da Es.Col.A, tal criança em disputa por um brinquedo só porque sim. Gostei bastante desta curta pois revela uma das muitas injustiças praticadas por este nosso Estado corrupto que se preocupa com situações como esta, agindo de forma errada, sem tratar outros problemas que necessitam de real atenção. O único ponto negativo a apontar é a edição da curta, tem partes com deficiências no som e imagens um pouco confusas pelo modo como foram filmadas. No entanto, cumpre o seu objectivo.

São Lázaro 94

Visto que o tema desta selecção de filmes é a ocupação de espaços públicos abandonados, também esta curta trata a ocupação de um espaço. Esta curta foca um prédio em Lisboa que foi ocupado por um grupo pertencente ao ‘movimento ocupa’, com o objectivo de o transformar num espaço de convívio e transmissão de cultura através de música, livros, entre outras coisas. Após a recuperação do espaço o Estado decide intervir e, mais uma vez, fá-lo de forma errada, não dando ouvidos aos ocupantes, apenas expulsando-os desse mesmo espaço abandonado. Voltamos a ser testemunhas da utilização excessiva da força por parte das autoridades, vendo mesmo protestantes a serem agredidos (tal como na curta anterior). Dando a minha opinião pessoal em relação a este movimento, penso que não se pode aceitar a ocupação de espaços de forma anarca, sem regras, pois levaria a abusos por parte das pessoas em geral. Mas se houvesse por parte do Estado vontade de ajudar e recuperar estes espaços, poderia-se ajudar na recuperação das centenas (ou mesmo milhares) de habitações que se encontram neste estado. A Anarquia só é possível no papel, os próprios defensores desta teoria têm atitudes que mostram que não é possível aplicá-la. Por esta razão, pondo de parte sonhos e ideologias, na prática, a ideia de recuperação dos espaços com objectivos comunitários é espectacular mas vivemos num mundo de corrupção, é pena…

S’është Lavazh (Not a Carwash)

Voamos agora até à Albânia e aqui assistimos à ocupação de um espaço dedicado ao cinema, por um grupo de estudiosos e amantes do cinema. Têm a única faculdade de cinema e dos poucos pontos de projecção cinematográfica a nível nacional. Mas, como não poderia fugir ao tema, aparece o Estado com uma ordem de despejo (através da força) por ter fechado um negócio lucrativo de venda daquele local. Nem através do sistema judicial conseguem parar a acção de despejo. Mais uma vez faz-nos sentir revolta contra as autoridades que abusam do seu poder, tentando fazer-nos sentir impotentes. O que tenho a criticar neste filme é o facto de que, mais que eu queira, me seja difícil acreditar que todos os intervenientes deste filme e todas as situações tenham uma base real e totalmente natural, sem qualquer tipo de encenação. A razão que me faz sentir isto é a personagem malévola (o ex-director da universidade) e o mártir revolucionário (o actual director), ambos nada naturais. Será possível existir tal personagem? (refiro-me ao ‘mau da fita’).

Cinema de Urgência 1
Ficha Técnica
Título: Cinema de Urgência 1 capa-de-cinema-de-urgencia-1
Elenco: Ano: 2012

Deixa um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *